Ricardo Miranda

Ricardo Miranda
190 TEXTOS 0 Comentários
Jornalista e analista sênior de informações. Formou-se na Universidade de Brasília em 1987. Por mais de 20 anos, foi repórter, editor, correspondente e chefe de Sucursal em alguns dos principais veículos de comunicação do País: O Globo, Jornal do Brasil, Folha de S.Paulo, Istoé e Correio Braziliense. Trabalhou na FSB Comunicação, onde, por oito anos, foi diretor do núcleo de Mídia & Análise. É diretor de Atendimento da Santafé Ideias, no Rio, além de colaborador da Avenida Comunicação. Também é sócio-fundador da RMPJ e da Revista Tablado. Entre as premiações que recebeu estão o Prêmio Esso de Jornalismo, com a equipe de IstoÉ, e Menção Honrosa no Prêmio Vladimir Herzog. É pai de Bruno e Gabriela.

O tamanho do estrago

Pesquisas vão dizer como o eleitorado foi impactado por condenação de Lula

O plano de fuga de Lula

Juiz do DF manda recolher passaporte de ex-presidente. Aguarda-se próxima gracinha.

O presidente que vem do frio

Temer se esconde em paraíso fiscal, enquanto Lula é condenado na terra da resistência

O julgamento déjà vu

Relator antecipa condenação e prepara cadafalso para seus pares enforcarem Lula

Só uma coisa vai me tirar: o dia que eu morrer”

Lula discursa antes de ser julgado e pré-candidatos pegam carona no holofote do petista

Lula in the sky with diamonds

TRF4 arma guilhotina, mas vira plataforma da candidatura petista

O próximo escrachado pode ser você

As algemas nas mãos e pés de Cabral não são rigor, são pura arbitrariedade da PF de Temer

O que é preciso aprender com o Partido Novo

Legendas e movimentos de direita crescem e aparecem no país
video

“O senhor não tem vergonha do que faz pelo país”

Gilmar Mendes é hostilizado em Portugal e vídeo viraliza na internet, mostrando o quanto pesa a toga de um mau magistrado

Chá, paçoca e autenticidade

Em um país de fake news e marketing de fachada, Eduardo Suplicy é um mestre do minimalismo político

Veja também

PIB e mercado começam a repensar apoios a Bolsonaro

Percebeu-se, afinal, que o candidato do PSL não tinha um programa econômico tão estruturado assim, e que esses improvisos podem gerar muita insegurança. Ficou claro também que Guedes, o “Posto Ipiranga” que, segundo Marina Silva, pegou fogo, também não está com essa bola toda

Ciro vai bater em Haddad