Temer pode recuar do recuo na maquiagem dos gastos com pessoal dos estados

O presidente interino Michel Temer está prestes a recuar do recuo na negociação do projeto da renegociação das dívidas dos estados. Ele foi avisado...

A política discursou, mas a tecnocrata responde as perguntas

Depois de um discurso inicial de grande peso político, digno de passar à história, Dilma voltou a ser Dilma no plenário do Senado. Foi tomada pelo espírito de São Tecnocrata

Anistia ao caixa 2 voltará à pauta porque beneficia principais nomes da política

Quando se fala em anistia para o caixa 2, não se está falando apenas de pé rapados da política. O projeto beneficia os principais nomes dos principais partidos, o establishment político.

Temer pode fragilizar narrativa da PEC do Teto

Se o próprio presidente admite que tudo pode mudar em quatro ou cinco anos, como justificar então o texto draconiano que impõe vinte anos de Teto, com prazo de dez para revisão de critérios?

Campanha acirra guerra pelos 10 pontos

O procurador Deltan Dallagnol e a força tarefa da Lava Jato partiram para a guerra e transformaram a devolução de R$ 200 milhões do "petrolão"à Petrobras num ato de defesa da aprovação de suas 10 medidas contra a corrupção.

Depois da derrota, líder do Governo com a cabeça a prêmio

Aliados do presidente acham que, sem mudanças no esquema de articulação política do governo, não vai dar nem para começar a discutir a reforma da Previdência.
Eduardo Cunha

Quem tem peito de soltar Eduardo Cunha?

Políticos do PMDB acham que Eduardo Cunha está a um passo da delação, e faz questão de mostrar isso, recorrendo ao que sabe fazer melhor: ameaçar e pressionar.

Açodamento joga João Dória no alvo

Será que daqui a um ano, quando a corrida começar de fato, bastará o marketing? Ou Doria não terá que apresentar credenciais mais sólidas, como um bom trabalho à frente da prefeitura?

Temer avança uma casa, mas PF prepara contra-ataque

O movimento do fim de semana, com a troca do pálido Osmar Serraglio pelo energético Torquato Jardim na Justiça, levou importantes observadores da cena que não davam um tostão furado pela sobrevivência de Temer a colocar um ponto de interrogação em seus prognósticos

Rodrigo Maia já esteve mais perto da cadeira presidencial

O deputado Rodrigo Maia já esteve, há alguns dias, bem mais perto da cadeira de presidente da República do que está hoje

Veja também

PIB e mercado começam a repensar apoios a Bolsonaro

Percebeu-se, afinal, que o candidato do PSL não tinha um programa econômico tão estruturado assim, e que esses improvisos podem gerar muita insegurança. Ficou claro também que Guedes, o “Posto Ipiranga” que, segundo Marina Silva, pegou fogo, também não está com essa bola toda

Ciro vai bater em Haddad