JBS: PF deve deflagrar novas operações contra outros investigados

Fachada da Policia Federal em Brasília.
Fachada da Policia Federal em Brasília. Foto Sheyla Leal/ObritoNews

A PGR (Procuradoria-Geral da República) pediu ao STF (Supremo Tribunal Federal) a autorização para realizar novas diligências no âmbito da operação Lava Jato. O conteúdo é secreto, mas a reportagem apurou que é com base na delação de Joesley e Wesley Batista, donos da JBS.

Os alvos são outros investigados que ainda estão sob sigilo. Todas as cautelares já estão no gabinete do ministro Edson Fachin, que é quem decide se autoriza – ou não – as novas operações.

Uma boa parte da colaboração premiada dos executivos continua em segredo de justiça. Nos documentos divulgados nesta sexta-feira (19) pelo Supremo é possível ver lacunas entre os anexos e dezenas de páginas faltando. São trechos que ainda estão sendo investigados pelos procuradores e policiais.

Os trechos já publicizados pelo STF não correm mais risco de prejudicarem as investigações porque a Polícia Federal já cumpriu nesta quinta-feira (18) os mandados de busca e apreensão necessários para a obtenção de provas e os mandados de prisão preventiva de suspeitos.