Reforma política volta ao plenário da Câmara

Deputada Shéridan Oliveira na tribuna da Câmara

Mesmo em meio aos vários furacões que sopram a área da Justiça, o Congresso tentará nesta terça-feira, mais uma vez, definir algumas propostas que muita gente está chamando de reforma política.

Deve ir a votação no plenário da Câmara os destaques do projeto da jovem deputada Shéridan Oliveira, do PSDB de Roraima. O texto-base foi aprovado na última quarta-feira e estabelece novos padrões para a criação e existência de novos partidos.

As denominadas cláusulas de barreira são exigências para que as agremiações partidárias tenham acesso aos recursos financeiros públicos, bem como as coligações nas eleições proporcionais e o direito à propaganda no rádio e tevê.

Não se sabe ainda o destino de outros temas da reforma. Por exemplo, a definição do fundo oficial das verbas partidárias, anteriormente previsto para alcançar as cifras de 3 bilhões e 600 milhões de reais. Nem como ficará o sistema que irá reger as próximas eleições. Se será aprovado o distritão, o distrital, o distrital-misto ou se continua tudo como está.