Aprovada pelo Senado, Raquel Dodge assume PGR em setembro

Raquel Dodge durante a sabatina na Comissão de Constituição e Justiça do Senado.

O Senado aprovou o nome de Raquel Dodge para a Procuradoria-Geral da República com 74 votos a favor, um contra e uma abstenção. Ela substituirá o atual PGR, Rodrigo Janot, cujo mandato expira em 17 de setembro. Antes da sessão do plenário, foi sabatinada por mais de sete horas na Comissão de Constituição e Justiça da Casa, onde também foi aprovada, por unanimidade, ou seja, com 27 votos.

Respondendo às perguntas que os senadores lhe fizeram, a nova PGR respondeu que é inteiramente a favor do prosseguimento da Operação Lava-Jato. Raquel Dodge disse também ser favorável aos acordos de delação premiada com a Justiça e que as prisões coercitivas devem ser usadas em situações específicas, por exemplo, quando os indiciados se negarem a comparecer perante um juiz.

Doutora Raquel Elias Ferreira Dodge é goiana da cidade de Morrinhos, formada em Direito na Universidade de Brasília, com mestrado na Universidade americana de Harvard, faz parte do quadro de magistrados do Ministério Público desde 1987 e foi escolhida para concorrer ao posto pelo presidente Michel Temer a partir de uma lista com três nomes indicados pela Associação de Magistrados do MP.

Deixe seu comentário