Supermercados vendem menos, mas faturamento cresce para R$ 340 bi em 2016

O presidente da Associação Brasileira de Supermercado (Abras), Fernando Yamada, disse que, apesar da queda das vendas, o setor é penalizado pela inflação de custo e não de demanda. São custos de energia, impostos, matérias primas e de câmbio repassados aos preços dos produtos.

Os brasileiros consumiram 5% a menos no último semestre, mas o faturamento dos supermercados, ao contrário, cresceu 0,2% acima da inflação. Os supermercados esperam faturar R$ 340 bilhões em 2016, que é 7,2% nominal maior do que em 2015.

Mesmo com a onda de desemprego, os supermercados mantiveram em torno de 5 milhões de pessoas trabalhando com abertura de lojas na periferias dos centros urbanos. Hoje são cerca de 85 mil lojas.  Veja o vídeo com entrevista exclusiva a Os Divergentes de Fernando Yamada.

 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorPMDB se nega a construir ninho para moradia exclusiva de tucano
Próximo artigoQuase metade dos vereadores do Rio mudaram de Partido desde a eleição de 2012
Formado em jornalismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul com pós graduação em jornalismo econômico pela Faculdade de Economia e Administração(FAE) de Curitiba/PR. Repórter especializado em finanças públicas e macroeconomia, com passagens pela Gazeta Mercantil, Folha de São Paulo e Secretaria de Comunicação da Presidência da República. Participou da cobertura de formulação e implementação de todos os planos econômicos do país deste o Plano Cruzado, em 1985, ao plano Real, de 1994. Sempre atuou na cobertura diárias das decisões de política econômica dos Ministério do Planejamento, Fazenda e Banco Central. Experiência em grandes coberturas de finanças como das reuniões anuais do Fundo Monetário Internacional(FMI), do Banco Mundial(BIRD) e Banco Interamericano de Desenvolvimento(BID).