Batalha final marcada para 2 de agosto. Confira nossas matérias

Em um país fortemente presidencialista, o assunto não pode ser outro. Michel Temer quase renunciou, depois foi para o ataque, há pouco pareceu que cairia, agora deu mostras de vitalidade — pelo menos até o dia 2 de agosto, a nova data para a batalha final.

Os Divergentes, claro, acompanham tudo de perto.

Helena Chagas revela a volta do Centrão. Aquele da Constituinte, lembra? É como Temer pretende remodelar seu governo para seguir governando. Nova base: Temer terá governo do Centrão, escreve a divergente.

Andrei Meireles avalia os movimentos de governo e oposição em A batalha pelas regras do jogo pode frustrar a pressa de Michel Temer.

Rudolfo Lago vai para o lado de fora dos Palácios e avalia que É grande o risco de confronto político grave no país.

Ilimar Franco, nosso colaborador, olha para 2018, que parece distante mas está logo ali. Em Câmara ou Senado?, ele avalia os movimentos partidários para as eleições do ano que vem.

Orlando Brito, como faz desde o século passado, registrou em imagens a agitada capital da República.

É isto. Os Divergentes não convergem nas interpretações, mas respeitam a informação, a notícia e, mais importante, respeitam sua inteligência. Além da nossa homepage, acesse nosso Facebook, Twitter e Instagram.

Voz e texto: Itamar Garcez.