Patrícia Pillar: “Meu voto para presidente é de Ciro Gomes”

Reprodução do vídeo divulgado no Twiiter da atriz Patrícia Pillar

A atriz Patrícia Pillar, que foi casada com Ciro Gomes durante 12 anos, publica em sua página do Twitter vídeo em que pede voto para o candidato a presidente da República pelo PDT. Diz que sempre gostou de política e que defende “um caminho novo, diferente do que está aí”. Desmente que seu preferido para o Palácio do Planalto seja outro candidato e que nunca foi agredida fisicamente pelo ex-marido.

Segundo o Ibope, Haddad ganhou 2 milhões de votos/dia em 1 semana

O levantamento do Ibope divulgado nesta terça, 18, indicou que Fernando Haddad (PT) ganhou 2,3 milhões de intenções de votos por dia em relação à pesquisa do dia 11. No total, foram 16,2 milhões de votantes (11 p. p.) a mais em 1 semana.

Como Lula, Haddad tem a preferência entre os menos escolarizados e com menor renda. Bolsonaro (PSL) permanece no sentido oposto.

Nas 4 faixas de renda da pesquisa, Haddad vence entre os que recebem até 1 salário mínimo e perde nas demais. O petista tem a preferência entre os que cursaram o Ensino Fundamental. Bolsonaro ganha no Ensino Médio e no Superior.

Consideradas 4 regiões brasileiras (NO e CO contam como uma), Bolsonaro vence em todas, menos no Nordeste. Por fim, ambos têm os melhores índices de voto consolidado: 53% (Bolsonaro) e 45% (Haddad).

Conclusão. Nas manifestações espontâneas, 58,9 milhões (40%) de eleitores estão pensando (indiferentes ou indecisos), o que torna o pleito imprevisível. Mas se é verdade que o sobe-e-desce na reta final dificilmente é revertido, Jair e Fernando estarão na final de 28 de outubro.

Vídeo: o dedo podre de Temer aponta para Dória

Bem que o presidente da República avisou, há dias, que iria gravar novos vídeos de “apoio” para aliados mal-comportados que usufruíram da ajuda do governo e agora falam mal dele na campanha – como, aliás, fez com Geraldo Alckmin. No de Dória, hoje no Twitter, Temer caprichou na ironia. Lembrou que o ex-prefeito de SP, que agora critica o governo e tenta gruda-lo em seu adversário Paulo Skaf, o elogiava muito. Segundo Temer, Dória, no curto tempo em que passou na prefeitura, pediu e recebeu inúmeras vezes sua ajuda, e que tem aliados seus entre seus apoiadores na candidatura a governador de SP…

Ibope aponta 58 milhões de eleitores pensando

A última pesquisa do Ibope (16-18/09) indica um contingente de 58,9 milhões de eleitores pensando. São cidadãos que não escolheram nenhum candidato ou ainda não estão interessados nas eleições de 2018.

Em relação ao último levantamento (11/09), o Ibope indica oscilação de 39% para 40%. Antes eram 57,4 milhões de indecisos e indiferentes (branco, nulo, não sabe, não respondeu).

Parte deste imenso contingente (4 em cada 10 eleitores) vai ficar em casa no dia 7 de outubro. Os que se dispuserem a ir às urnas, porém, podem alterar o cenário que, até aqui, aponta para a polarização Bolsonaro x Haddad no segundo turno.

Cantor Roberto Leal, embaixador da cultura portuguesa no Brasil, é candidato em SP

Foto Mundo Lusíada

O cantor e compositor Roberto Leal nasceu em Portugal, mas tem cidadania brasileira. Famoso e artista requisitado, divide sua agenda de shows e residência entre São Paulo e Lisboa. Com mais de 17 milhões de discos vendidos, é considerado embaixador da cultura lusitana no Brasil. Agora decidiu lançar-se na carreira política e disputa uma cadeira de deputado estadual pelo PTB de São Paulo. Foto Mundo Lusíada

Opiniões, opiniões, opiniões, opiniões…

O cara dá tantas opiniões, faz tantas previsões diferentes sobre quem vencerá a eleição, joga tantas alternativas a respeito de tudo que, quando sair o resultado final das urnas, dirá: “Eu não falei? Bem que eu disse!”

Lula sobre TV: O risco é ficar chato

Historinha contada por um interlocutor de Lula que foi visitá-lo em Curitiba logo depois de Geraldo Alckmin ter fechado a megacoligação que lhe garantiu mais de 40% do tempo de TV e rádio. O visitante observou na conversa que Alckmin havia ficado muito forte com todo esse tempo de TV…
E Lula: “Meu caro, isso é relativo. Se ele tiver um bom discurso, vai aproveitar bem esse tempo e crescer rápido. Se não tiver o bom discurso, esse tempo vira um ônus, o eleitor vai achar que o cara é um chato. Pode perder votos”.

Ministro Gilmar Mendes determina soltura de Beto Richa

O ministro do Supremo Gilmar Mendes determinou na noite dessa sexta-feira a soltura do ex-governador Beto Richa, preso em Curitiba a pedido do Ministério Público do Paraná. Richa é acusado de participação em esquema de corrupção com empreiteiras na construção e manutenção da Rodovia PR-323. O ministro considerou ilegais a detenção de Richa e sua esposa Fernanda e de outras 11 pessoas também envolvidas no mesmo processo.

Datafolha aponta 64 milhões de eleitores pensando

A pesquisa Datafolha divulgada na noite desta sexta, 14, aponta que 44% dos eleitores não sabem em quem votar ou não querem escolher nenhum candidato. O porcentual corresponde a 64 milhões de votantes pensando.

O número reforça três recentes pesquisas anteriores, duas do Ibope e uma do próprio Datafolha. Como avaliou Os Divergentes, parcela expressiva dos eleitores continua indiferente ou distante do pleito de 7 de outubro.

Este contingente gigamenso de indecisos ou indiferentes faz das eleições de 2018 uma das mais imprevisíveis da história brasiliana. Para tornar tudo mais difícil, trata-se de uma eleição inusitada onde os principais protagonistas são um esfaqueado convalescente e um preso por corrupção.

Dá o que pensar.

Gleisi: “Eleições podem não ocorrer num ambiente normal”

Senadora Gleisi Hoffmann, do PT

Ao falar agora há pouco na abertura do seminário internacional “Ameaças à democracia e a Ordem Multipolar”, organizado pelo ex-chanceler Celso Amorim e pela Fundação Perseu Abramo, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, manifestou preocupação com eventuais interferências nas eleições.

“A gente se preocupa muito com o que pode acontecer nessas eleições. Não estamos certos de que essa eleição ocorrerá num ambiente normal, podemos estar sujeitos a outras intervenções no processo democrático”, alertou a presidente do PT, que referiu-se à entrevista desta semana do comandante do Exército, general Villas Boas, ao Estadão.

Gleisi questionou “uma democracia em que o Judiciário toma partido e o comandante do Exército dá declarações preocupado com o processo eleitoral”.

Veja também

PIB e mercado começam a repensar apoios a Bolsonaro

Percebeu-se, afinal, que o candidato do PSL não tinha um programa econômico tão estruturado assim, e que esses improvisos podem gerar muita insegurança. Ficou claro também que Guedes, o “Posto Ipiranga” que, segundo Marina Silva, pegou fogo, também não está com essa bola toda

Ciro vai bater em Haddad