João Gabriel Alvarenga

João Gabriel Alvarenga
35 TEXTOS 0 Comentários

STF volta a ser Supremo mas deixa casos chave para 2018

Entre os casos deixados para o ano que vem está o julgamento do pedido de impedimento contra o ministro Gilmar Mendes. E, também se continua valendo que réu condenado em segunda instância deve iniciar o cumprimento da pena de prisão

Supremo vai terminar o ano consertando a confusão que causou

Acuados pela opinião pública, ministros do Supremo já falam publicamente que as regras valiam apenas aos membros do Congresso, mas o estrago está feito e o assunto deve voltar ao plenário.

Decisão do STF é ruim para congressistas a longo prazo

Sessão do STF decidiu por proteger parlamentares, mas revelou mais uma vez o comprometimento forte, objetivo e irrestrito no combate à corrupção de cinco ministros da corte.

Dodge é empossada sob desconfiança-geral da República

A vida da nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge, não será de tranquilidade. Da escolha até a véspera da posse, a controvérsia tomou conta do noticiário envolvendo a nova chefe do MPF.

Antes de se candidatar à presidência, Marina precisa tratar a Rede

Marina precisa mostrar que pode liderar entre os diferentes, precisa mostrar que sabe arbitrar quando há contendas e precisa estabelecer princípios aos que se dizem seus interlocutores.

Cármen Lúcia vai enfrentar Gilmar?

Nem crise penitenciária, nem escândalo dos super salários, nem operação Lava Jato. O maior desafio da ministra Cármen Lúcia hoje à frente do Poder Judiciário se chama Gilmar Mendes.

Decisão de Marco Aurélio pode desmoralizar Supremo e beneficiar PT e PMDB

Despacho do ministro Marco Aurélio que autoriza Aécio Neves a retomar o mandato de Senador da República e coloca o STF novamente no meio da discussão.

Decisões do STF sobre Aécio e Lula não oferecem risco à Lava Jato

É preciso entender os juízos realizados nesta última terça-feira (20) no Supremo. A Lava Jato ainda segue com vigor e com fortes defensores no Tribunal.
Michel Temer e Cármen Lúcia

Temer cairia no Supremo, mas não deve chegar lá

Michel Temer luta para não chegar no STF. Com base em precedentes e na doutrina jurídica dos atuais ministros, é possível afirmar que Temer encontraria a resistência de pelo menos seis integrantes do colegiado, o que formaria maioria.

Futuro da Lava Jato nas mãos das ministras do Supremo

O ministro Gilmar Mendes faz campanha pública para o STF rever o entendimento de que condenados em segunda instância já comecem a cumprir pena. Nesse contexto, as ministras Cármen Lúcia e Rosa Weber serão determinantes.
Publicidade
Publicidade