Andrei Meireles

Andrei Meireles
541 TEXTOS 0 Comentários
Repórter de Política há mais de 40 anos, Andrei Meireles passou pelas redações dos jornais O Globo e Jornal de Brasília, das revistas IstoÉ e Época, foi comentarista político do boletim diário da revista Época na rádio CBN e colunista do Fato Online. Um dos mais premiados jornalistas brasileiros, tem dois prêmios Esso (de Reportagem em 2000 e de Jornalismo em 2001) e três prêmios Embratel (de Jornais e Revistas em 2001 e 2004 e o Grande Prêmio Embratel Barbosa Lima Sobrinho em 2009).

Quem é a turma que aposta na volta de Huck à corrida ao Planalto

Mesmo depois do anúncio de que saiu do páreo, ele continua no radar das pesquisas. Partidos e movimentos avaliam que ele ainda está no jogo. Até Paulo Guedes, apontado por Bolsonaro como o seu cara na economia, continua com seu pé mais firme na canoa de Huck. A conferir.

O general Villas Bôas na pajelança de Huck

Presença de comandante do Exército indica que ele também busca uma alternativa ao capitão Bolsonaro na corrida presidencial.

Maluf e Fujimori usam as mesmas armas para escaparem da Justiça

Além de expor a corrupção generalizada na América Latina, a Lava Jato ressuscita fantasmas.

O jogo para tirar Maluf da cadeia e resgatar a impunidade eterna

A tese é de que, se ele fosse preso antes, seu direito de defesa teria sido atropelado; mantê-lo agora na cadeia é desumano.

O ataque é a arma de defesa de Gilmar

Na mesma toada de quem convive e julga, Gilmar Mendes é evasivo ao se defender de acusações explícitas.

O jogo duro de Sarney, Lula e Dirceu contra a Justiça na Lava Jato

O propósito é aproveitar o julgamento de Lula para substituir, no banco dos réus, caciques políticos por investigadores e juízes. Contam também com uma mãozinha de ministros do STF.

Temer tem nas mãos a carta do jogo com Jarbas Vasconcelos

A cúpula do PMDB resolveu trocar o incômodo Jarbas Vasconcelos por Fernando Bezerra. Jarbas ganhou algum tempo na Justiça. Mas na hora do vamos ver espera uma mãozinha de Temer.

O que está por trás da rasteira de Jucá em Rodrigo Maia

Até a ânsia de escapar de Moro pesa na opção por votar ou adiar a decisão sobre a reforma da Previdência.

Não há pressa com Lula, Cunha e Cabral. Há demora no foro privilegiado.

Todos que caem na rede da Justiça Federal se dizem alvos de processo seletivo. Sonham com a lerdeza que beneficia a turma com foro privilegiado.

Com verbas de Temer, Eunício ganha passaporte para o palanque de Lula

Aliado preferencial de Temer no Senado, Eunício usa esse prestígio para obter verbas federais e se cacifar com o governador petista do Ceará.